stpm

Zona Leste de Porto Velho ganha Base do Núcleo de Operações Aéreas e Complexo Esportivo para crianças e jovens

NOA10Uma das áreas de maior ocorrência policial, a Zona Leste de Porto Velho, oferecerá, a partir de 2019, atividades desportivas voltadas para cerca de 180 crianças e jovens alunos da rede pública de ensino no Complexo Esportivo do Projeto Social Voar inaugurado na manhã desta quinta-feira (1) juntamente com as instalações da Base do Núcleo de Operações Aéreas (NOA) da Sesdec - Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania, construídos em uma área de 7,5 mil metros quadrados, doada pelo governo estadual, na avenida Amazonas, nas proximidades da Unisp.

A Base do NOA e o Complexo Esportivo foram construídos com investimento de R$ 2,5 milhões, doados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) como resultado de ação civil pública da 4ª Vara do Trabalho por danos morais coletivos praticados por uma empresa da construção civil contra trabalhadores.

Para o governador Daniel Pereira, a inauguração da nova base moderna e confortável do NOA, em local estratégico da capital, representa mais um avanço na segurança pública, cujos frutos serão colhidos pela população no entorno, contribuindo ainda para que crianças e jovens tenham um futuro diferente, ocupando o tempo ocioso com atividades desportivas, como futebol, natação e lutas marciais, resultando, assim, na redução dos índices de violência no estado.

O governador aproveitou para adiantar que, além do Voar, idealizado pelo tenente coronel Carlos Lopes, comandante da Base, outro projeto social já está em discussão junto ao MPT para destinação de recursos de uma multa devida pelo estado para a construção da Casa da Mulher Brasileira, um espaço dotado de infraestrutura necessária para abrigar mulheres vítimas da violência doméstica.

NOA03

O tenente-coronel Carlos Lopes explicou, que só a partir de 2019 serão anunciadas as inscrições para participação das atividades, uma vez que os materiais e equipamentos ainda deverão ser entregues em outro momento, mas todos estão sendo adquiridos com os recursos doados pela Justiça do Trabalho.

O hangar tem capacidade de abrigar cinco aeronaves, além de toda a infraestrutura de trabalho, como sala de vídeo monitoramento com 24 câmeras que servirão para garantir a segurança do local, bem como para monitorar o anexo, onde funcionará o projeto esportivo para garantir a segurança das crianças.

Piscina, tatame, futebol de campo com grama natural, salas de aula, refeitório, cozinha e lavanderia fazem parte do projeto. As atividades serão ministradas por uma equipe multidisciplinar cedida pelo governo do estado.

Destacando a importância do trabalho conjunto das policiais civis e militares, o secretário estadual de Segurança, Defesa e Cidadania, coronel Ronimar Jobim, observou as duas obras representam o fortalecimento das ações para a melhoria da segurança pública. Já a procuradora do Trabalho, Adriana Candeira, que intermediou o repasse dos recursos juntamente com o juiz José Roberto Coelho Mendes Junior, então titular da 4ª Vara do Trabalho, fez menção ao tempo recorde (sete meses) para construção da obra, observando, ainda, o papel importante que a obra tem para a região mais populosa da capital.

“Estamos celebrando neste momento o inconformismo”, disse o juiz José Roberto, citando exemplos de pessoas inconformadas que buscam fazer algo diferente para promover a mudança, o próprio tenente-coronel Carlos Lopes, que idealizou o Voar; a procuradora Adriana, que não se limita a ser apenas membro da Justiça Trabalhista; e a assistente social Therezinha de Jesus Bayma Valle, fundadora das Associações de Pais e Amigos de Excepcionais (Apaes) na região Norte, e foi uma das homenageadas pelo governo de Rondônia pelos serviços prestados na década de 80.

Ainda receberam homenagem, com placas, o coronel Eduardo Antônio Leal Fernandes, primeiro comandante do órgão de aviação de segurança, que neste ano passa para a reserva remunerada; juiz José Roberto e a procuradora Adriana. Certificados de formação de piloto policial também foram entregues aos delegados da Polícia Civil, Gabriel e Calixto; e ao capitão PM Leandro, que ascendeu à função de comandante de helicóptero monoturbina (Falcão 02).NOA01NOA02NOA04NOA05NOA06NOA07NOA08NOA09

Fotos cabo PM Raicinaluz Coeli